logo-amarello

Um desafio visual à gravidade

 

Temos algumas certezas na vida. Uma delas é a morte. Uma das outras é que se soltarmos algo no ar, ele irá cair. A gravidade é uma força que não pode ser negada, mas a fotografia pode, ao menos visualmente, pervertê-la.
Isabelle Wenzer produziu uma série de autorretratos em que brinca com as leis da física. Usando um tripé, um timer e seu próprio corpo, a fotógrafa congela movimentos surreais, que mostram momentos impossíveis para o olho humano.
Na série, Isabelle cai de cara, sentada e aparece em meio vôo. Assim, sua série é ao mesmo tempo divertida e desafiadora. Suas imagens são um atestado das possibilidades da fotografia contemporânea, cada vez mais livre e interessante.

Share