logo-amarello

BE DAMMED

Por Carolina Caycedo

BE DAMMED é um projeto de pesquisa que explora conceitos de fluxo e contenção, particularmente explorando as relações entre planejamento e construção de grandes barragens/represas de água, e mecanismos de controle social. Ao longo dos próximos três anos, Carolina focará seu estudo em três casos: As usinas hidrelétricas em construção Quimbo e Hidroituango (Colômbia), e Belo-Monte (Brasil).

A contínua documentação ao longo dos anos dessas três grandes construções permite visua- lizar os efeitos de mega-infraestruturas sobre as paisagens naturais e sociais; numa escala local e global. A eletricidade produzida será em gran- de parte exportada, e a moldagem da natureza será a moldagem da sociedade.

O projeto é uma constelação de estudos que brilham por si só, mas que, juntos, formam um só. Caycedo pretende trabalhar no projeto ao longo dos próximos cinco anos. Tendo começado na colômbia, em 2012, atualmente ela está visitando represas históricas na Alemanha e no sul da Califórnia, explorando as relações entre repressão social e o planejamento e construção de barragens/represas.

Barragens geralmente têm como propósito principal reter água, estancando o fluxo de um rio. Por analogia, podemos pensar em repressão como uma instância de poder que também interrompe o fluxo social e a organização de comunidades.

A construção dessas mega-infraestruturas afeta o equilíbrio da natureza e populações de países como Colômbia, Brasil, China e Turquia. Historicamente em lugares como o sul da Califórnia, Alemanha, e Espanha, o deslocamento da comunidade é inerente à construção de reservatórios de água.

Documentos arquivados e contemporâneos, mapas, imagens e gravações; excursões para represas; performances explorando o ato de interromper e barrar, entre outros, irão compor um produto visual final, que trará à tona as conotações históricas, políticas, ecológicas, visuais e econômicas dessas relações.

Compartilhe